Réu acusado de morte no rio em Itaporanga em 2003 é condenado a 19 anos

No terceiro julgamento desta semana, o Tribunal do Júri de Itaporanga proferiu mais uma condenação: nesta quarta-feira, 20, o réu Fabiano Matias Ventura, de 36 anos, foi condenado a 19 anos de reclusão por um homicídio ocorrido em 18 de abril de 2003.
             
Fabiano foi acusado e condenado pela morte do jovem Oziel Honório Pereira, à época com 19 anos. 


Conforme sustentou a acusação, com base nos autos processuais, o réu e mais dois amigos teriam matado a vítima com golpes de faca e pedradas em um matagal sob a ponte do rio Piancó, que liga a cidade ao conjunto Chagas Soares, onde todos residiam.
            
Depois de vários anos foragido, Fabiano foi preso em Brasília no começo de 2014, mas vai cumprir a pena na cadeia de Itaporanga, onde já se encontra recolhido. Ele, que nega o crime, é casado e tem filhos, e deverá recorrer da decisão do júri, que foi presidido pelo juiz Eslu Elói.
            
Com relação aos outros dois envolvidos, um deles foi absolvido em julgamento anos atrás e o outro está foragido. Conforme ainda a acusação, Fabiano teria matado Oziel porque a vítima testemunhou contra ele em um crime de furto ocorrido no conjunto onde ambos residiam. O jovem teria sido levado à força para as margens do rio (foto) e morto brutalmente.

www.folhadovali.com.br
Fechar [x]