Comunidade Catingueirense se mobiliza em prol de uma cirurgia para um filho da terra!‏

Com uma iniciativa da paróquia São Sebastião, toda comunidade Catingueirense se mobilizou a fim de arrecadar fundos para a cirurgia de Francisco Flávio ( mais conhecido como Tico de Abel), natural de Catingueira, Francisco Flávio é agente pastoral, funcionário da escola estadual Inácio da Catingueira e precisa urgentemente passar por uma cirurgia que tem seu custo estimado em 27 mil reais.




Francisco Flávio sofre de síndrome de Arnold-Chiari, ou má formação de Arnold-Chiari tipo 1, que é uma mal formação do crânio que acontece na altura da junção entre o pescoço e a cabeça. Ocorre quando uma parte do encéfalo chamada de cerebelo, entra no canal vertebral. Esta deformidade está relacionada a um problema na circulação do líquido céfalo-raquidiano (líquor). Este líquido envolve todo o sistema nervoso central, no crânio e no canal vertebral e, quando há um distúrbio da sua circulação, pode ocasionar uma série de sinais e sintomas. A síndrome pode aparecer também em pessoas que não apresentem qualquer deformidade, como resultado de outras doenças, no entanto, a forma mais comum é a congênita.

Os sintomas costumam aparecer na fase adulta entre a terceira e quarta décadas de vida e os mais comuns são: dor cervical, dor de cabeça intensa, fraqueza muscular, dormência ou alteração da sensibilidade nos membros e dificuldade de equilíbrio. Outros sintomas que podem surgir são: vertigem, distúrbios visuais, zumbidos, dificuldade para engolir, palpitação, apnéia do sono, diminuição das habilidades motoras finas e fadiga crônica.

Sensibilizados com a situação de um filho da terra e tendo conhecimento dos poucos recursos financeiros da família, toda comunidade Catingueirense se dividiu em equipes para conseguirem arrecadar a quantia necessária para que a cirurgia seja realizada o quanto antes, as estratégias utilizadas pelas para arrecadação do dinheiros, tem sido pedágios, bingos, rifas, formação de comissões para arrecadação nas cidades circunvizinhas e doações dos próprios moradores da cidade.

As redes sociais como facebook, instagram, e whatsapp tem sido os meios mais utilizados para divulgação da campanha e sensibilização para arrecadações de doações de pessoas que morar em outras cidades e/ou estados










Paz do Ser!
Ceeport
POI

Danny Montenegro.
Jornalista DRT/PB 3445
Assessora de Comunicação
Cel: (83) 9948-0035
Fechar [x]