Jovem de 23 anos é morto a pedradas em Itaporanga

Uma área de mata e pedras, nas proximidades da escola Padre Diniz, em Itaporanga, foi cenário de um crime cruel na madrugada deste domingo, 7. O jovem Apolinário Cosmo Moura, conhecido como Apolo, de 23 anos, foi assassinado possivelmente a pedradas no local, de acordo com informações policiais.
                    
Seu corpo foi encontrado por populares já sem vida no começo da manhã. Policiais militares foram acionados e preservaram a área até a chegada da perícia e a retirada vítima, que foi levada a Patos para exame cadavérico e o atestado oficial da causa do óbito, o que também vai ajudar a polícia na elucidação do crime.

                 
O rapaz era solteiro e vivia com a mãe, conhecida como Dona Toinha Cosmo, em uma rua nas proximidades do quartel da PM, área conhecida como Alto do Ginásio. Ele tem uma boa origem familiar, mas terminou vítima da dependência química de entorpecentes e se tornou vulnerável. Sua condição de vida o levou ao cometimento de delitos e teve passagens pela polícia.
                
A delegacia de Itaporanga já está investigando o caso e pode ter novidade nas próximas horas com relação à autoria do homicídio. A falta de um centro de acolhimento e tratamento para dependentes químicos é, em grande parte, a causa da violência na região, tanto com relação aos crimes contra o patrimônio, quanto os homicídios, que vitimam principalmente jovens em vulnerabilidade social.

www.folhadovali.com.br
Fechar [x]