Trio é preso, acusado de matar e enterrar o jovem 'Sorriso', natural de Manaíra, em Pedra Branca

Duas mulheres e um homem foram presos, na manhã desta segunda-feira(14), na cidade de Itaporanga. 

A prisão se deu depois de uma investigação da polícia civil. 

O trio está sendo acusado de envolvimento com a morte do jovem Erivaldo Furtado Bezerra, mais conhecido como “Sorriso”, 29 anos, natural de Manaíra. 


O crime ocorreu no último dia 12 de setembro, no sítio Jenipapeiro, zona rural da cidade de Pedra Branca. Na ocasião, o jovem além de morto, teve seu corpo enterrado e somente foi encontrado dois dias depois do crime, graças a um caçador, que passou pelo local, uma área deserta. A morte do jovem chocou a região, em decorrência das circunstâncias como ele foi morto, sobretudo, depois que o laudo constatou que ele havia sido enterrado ainda com vida.

De acordo com o delegado Gleberson Fernandes, titular da Delegacia Especializada de Itaporanga, as irmãs Francisca Lucenir da Silva, mais conhecida como “Preta”, 34 anos e Edésia França da Silva, conhecida como Dinha, 35 anos e Expedito Eudes Alves, conhecido como Dito, 39 anos, tiveram as prisões Temporárias de 30 dias, decretas pela Justiça de Itaporanga, porque o delegado responsável pelo caso, entendeu baseado nas declarações de uma testemunha, que tinham participação no homicídio do jovem e fez a representação contra eles.


Com o aprofundamento das investigações, comandadas pelo delegado José Pereira, a polícia civil chegou ao trio. Na última semana, uma testemunha considerada ‘chave’ foi ouvida e ajudou para a elucidação.


Ainda de acordo com informações do delegado Gleberson Fernandes, a polícia está tentando descobrir o paradeiro da moto, que pertencia a vítima.

Os acusados negam qualquer envolvimento com o crime e se dizem injustiçados com as acusações. Porém, baseado nas informações da testemunha ouvida e nos indícios, o delgado responsável pelo caso, não tem dúvida da participação dos três no crime.


As mulheres foram encaminhadas para o presídio feminino da cidade de Patos, enquanto o homem foi conduzido para a Cadeia Pública de Itaporanga. Os três cumprirão a Prisão Temporária de trinta dias, que poderá ser convertida em preventiva, caso a polícia conseguir novos elementos probatórios contra os três.
 

Fonte: Vale do Piancó Notícias 
Fechar [x]