Pedra Branca gastou R$ 210 mil com festas este ano, maior parte desse dinheiro num único evento

A Prefeitura de Pedra Branca gastou, pelo menos, R$ 151.152,3 com as festividades do João Pedro deste ano, que foi realizado nos dias 10 e 11 de julho. 

O evento contou com várias atrações musicais e um problema intrigante: no último dia de festa, faltou energia em toda a cidade e não voltou mais, constrangendo os idealizadores e, principalmente, o público local e regional presentes. Suspeitando de sabotagem, a Prefeitura denunciou o fato à Polícia Civil, que abriu inquérito para investigá-lo.
            

Somente com quatro atrações musicais (Saia Rodada, Cavalo de Aço, Forró dos Balas e Amazan) foram gastos R$ 84.200,00. A despesa com estrutura, incluindo palco, som, iluminação, gerador e banheiros químicos chegou a R$ 44.820,00. Com hotel, refeições e lanches os gastos foram de R$ 7.993,00. As despesas com confecção de roupas para apresentação de quadrilhas e realização de torneio de futebol chegaram a R$ 7.706,65. Já as despesas com ornamentação somaram R$ 6.432,65.
            
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) não publicou os gastos efetuados com outras atrações musicais que se apresentaram no evento, a exemplo de Forró do Barão e Forró Top de Primeira, e também com fogos, que devem elevar as despesas com a tradicional festa junina fora de época pedra-branquense.
            
Antes, a Prefeitura já havia gastado mais de R$ 63 mil com a realização de uma outra festa pública e tradicional do município: o aniversário da cidade, que ocorre no dia 30 de março. Ou seja, apesar de o município estar em situação de emergência por conta da estiagem prolongada e da profunda crise financeira que a edilidade experimenta, inclusive resultando na demissão de servidores, a gestão atual gastou mais de R$ 210 mil com a promoção dos dois eventos festivos.

www.folhadovali.com.br
Fechar [x]