Um time sem casa, e o Cruzeiro de Itaporanga pode se tornar um caso único no mundo

O Cruzeiro de Itaporanga estreou no campeonato paraibano da Segunda Divisão no último domingo, 16, contra o Paraíba. O mando de campo era cruzeirense, mas, como o estádio O Zezão está impossibilitado de receber jogos oficiais, o Cruzeiro precisou mandar seu jogo na casa do próprio adversário: foi a Cajazeiras e saiu de lá derrotado por 3x1.


Na tarde deste domingo, 23, o representante de Itaporanga vai enfrentar o Nacional de Pombal e, apesar de jogar mais uma vez fora de casa, espera um bom resultado para se reabilitar da derrota na estreia. Treinado por Ivo Monteiro, que também é o presidente do time, a equipe cruzeirense enfrenta dificuldades pela falta de campo para treinar e jogar em função das condições inadequadas do estádio municipal. O treinamento dos atletas está ocorrendo em um campo rural, a alguns quilômetros da cidade. "Acho que é a primeira vez na história do futebol mundial que um time vai jogar todas as partidas do campeonato na casa do adversário, e outra coisa inusitada é que o presidente é também o treinador", observou um torcedor local. 
                
O time está recebendo uma ajuda financeira da Prefeitura e de alguns poucos empresários locais, mas o recurso, segundo a diretoria, não é suficiente para muitas contratações de peso e a maior parte do elenco é de atletas de Itaporanga e do Vale, muitos deles da base. O maior problema, no entanto, é não poder jogar ao lado de sua torcida: termina sem renda e, a cada jogo, a vantagem é sempre o adversário. Há quase dois anos, o governo Coutinho inventou de reformar o estádio, mas o projeto nunca saiu do papel.
                
O time poderia jogar em um campo neutro, mas em nenhuma cidade da região há estádio adequado para a competição, e a neutralidade poderia ser até pior, porque, além da falta de torcida, o time ainda tinha que pagar as despesas do jogo, cerca de 2 mil reais por partida. Como está agora tem uma vantagem: a conta sempre fica para o adversário, e, geralmente, a vitória também.  

www.folhadovli.com.br
               
Fechar [x]