Ex-prefeito de Itaporanga desiste de ser candidato em 2016


Ex-prefeito de Itaporanga desiste de ser candidato
 À cerca de um ano para a reta final das eleições municipais vindoura líderes que compõe as oposições no município de Itaporanga reuniram-se na noite desta sexta-feira (28) e deram o primeiro passo para a construção do projeto político/administrativo que será disponibilizado aos itaporanguenses como alternativa ao atual governo Audiberg Alves (PTB). Dessa reunião a decisão mais destacada foi o anúncio feito aos presentes, pelo ex-deputado e ex-prefeito Djaci Brasileiro (PSDB) de que não será candidato e que irá apoiar o nome que melhor estiver colocado nas pesquisas que serão feitas daqui pra frente.
 
Essa foi a primeira reunião das oposições visando a disputa eleitoral do ano que vem. Logo após o anúncio feito pelo ex-prefeito ficou decidido que serão trabalhados alguns nomes dos grupos que fazem a oposição, o que será feito a partir de outubro próximo. "Não serei mais candidato porque acho que Itaporanga precisa de gente nova, sangue novo, e estarei trabalhando por esse nome que será escolhido entre vocês depois das pesquisas a serem feitas para saber a opinião do povo. Vou trabalhar como se fosse pra mim porque o nosso objetivo é um só: defender Itaporanga sempre", afirmou Djaci.
 
Com isso, acaba o rame-rame que corria nas rodas políticas sobre uma possível candidatura do ex-prefeito. Com sua decisão de não ser candidato as oposições irão trabalhar nomes que já surgem dentro dos grupos políticos, tendo a união como mola mestra. Ficou definido que a chapa oposicionista, candidato a prefeito e a vice-prefeito, sairá desses grupos.

 Além do ex-prefeito Djaci Brasileiro, estavam presentes os vereadores Ricardo Pinto, Nenèm de Adailton [atual presidente da câmara], Jacklino Porcino, João Guimarães e Ivanilto Palmeira; a vereadora Izabelle Mendes está viajando, mas mantém-se coesa com as oposições; presença também do ex-vice-prefeito Nosman Barreiro; o ex-vereador Zé Porcino; o médico Tarciano Carnaúba mesmo de plantão na UPA-Piancó ligou para reafirmar sua disposição de construir a união e chapa das oposições; presença ainda do empresário Rangel Guimarães; do empresário Neném de Jeová; dentre outros dirigentes de partidos, empresários e demais líderes políticos.
 
Nas eleições de 2012, Djaci perdeu para o atual prefeito Audiberg por uma diferença de apenas 192 votos. O candidato a ser ungido pelas oposições vai pro embate contra o prefeito, que deve disputar a reeleição.
 
 
Fonte: RP


Fechar [x]