Greve dos professores de São José de Caiana terminou sem solução e eles ainda tiveram que pagar pelos dias parados

A Prefeitura de São José de Caiana não atendeu as reivindicações dos professores municipais, que queriam algo justo: o pagamento do seu salário em dia e melhores condições de trabalho, mas nem uma coisa nem outra.

Recebendo com dois meses de atraso, os professores, liderados pelo sindicato que representa a categoria, entraram em greve em julho passado, mas voltaram ao trabalho no mês seguinte mesmo sem terem suas reivindicações atendidas. “Sob ameaças e pressão, os professores voltaram, e ainda tiveram o desconto nos seus contra cheques de mais de mil reais, um desrespeito da Prefeitura ao direito de greve”, comentou a presidente do sindicato, Josefa Marleide.


Além das péssimas condições de trabalho da categoria, o que afeta principalmente os professores é não ter um dia certo para receber seus salários e receber atrasado. “Para vocês terem uma ideia, o mês de julho, nós recebemos em setembro agora, e isso é lamentável porque todo mês entra dinheiro na Prefeitura e nunca o prefeito se preocupou em regularizar o pagamento”, lamentou a presidente.


folhadovali.com.br
Fechar [x]