As três Prefeituras do Vale que gastaram mais de R$ 6,5 milhões com servidores em 5 meses

Gastos com pessoal em Nova Olinda, Pedra Branca e Santana dos Garrotes

De janeiro a maio deste ano, as Prefeituras de Nova Olinda, Pedra Branca e Santana dos Garrotes gastaram, juntas, R$ 6.551.566,44 somente com a folha de pessoal. Em duas delas, o gasto com servidores representou mais de 40% de toda a movimentação financeira no período.

Foi o caso de Nova Olinda, que gastou, entre esses três municípios, o maior volume de recursos com pessoal. As despesas chegaram a R$ 2.426.262,70, o equivalente a 41,1% do dinheiro total movimentado (empenhado), que ultrapassou a casa dos RS 5,8 milhões. Em maio, a Prefeitura nova-olindense tinha 386 servidores, sendo 287 efetivos; 74 comissionados; 17 contratados; 7 eletivos e 1 informado como de função de confiança.

Os gastos de Santana dos Garrotes, que chegaram a R$ 2.357.371,20, também foram consideráveis, embora um pouco inferiores aos de Nova Olinda, mas o comprometimento com a folha em relação ao valor movimentado pela Prefeitura, num total de R$ 4.768.045,73, apresentou-se bem maior do que o vizinho, chegando a 49,4%. No mês cinco, a Prefeitura Santanense tinha 370 servidores, assim distribuídos: 261 efetivos; 68 comissionados; 34 contratados e 7 eletivos.

Já a Prefeitura de Pedra Branca gastou R$ 1.767.932,54 nos primeiros cinco meses do ano. As despesas representaram R$ 29,03% do montante movimentado, que corresponderam a R$ 6.089.137,54. Era 290 o número de servidores pedra-branquenses no mês de maio, dos quais 188 eram efetivos; 82 comissionados; 13 contratados; e 7 eletivos.

Com as finanças comprometidas, em boa parte, com a folha de pessoal, sobra muito pouco para os municípios investirem em obras, ações e serviços, o que requer dos prefeitos uma reformulação na sua política de governo. Foto: Santana teve um gasto considerável com o funcionalismo.


folhadovali.com.br
Fechar [x]