SAMU de Piancó paralisa atividades e mais 150 mil pessoas são prejudicadas

SAMU de Piancó paralisa atividades e mais 150 mil pessoas são prejudicadas
O Sindicato dos Servidores Públicos em Saúde de Piancó e Região, além dos funcionários da sáude, realizaram assembleia geral, na última segunda-feira (12). Eles decidiram paralisar as atividades do Samu da cidade, a partir desta quarta-feira (14), até a próxima sexta-feira (16). Os profissionais alegam cortes nos salários de enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores socorristas e técnicos de auxiliar de regulação médica (TARM) e falta de condições de trabalho.

Cerca de 100 profissionais da área da saúde participaram da assembléia. Segundo o presidente do sindicato, Eliziário Evangelista, foram retirados R$ 300 reais dos salários dos condutores socorristas, mil reais dos enfermeiros, R$ 280 técnico auxiliar de regulação médica, R$ 375 dos técnicos em enfermagem.
Os cortes também atingiram as categrias dos agentes de saúde e agentes de endemias, R$ 200 reais de cada servidor da área. Os cortes seriam de gratificações, no entanto, o sindicato afirma que, o valor é assegurado pela Lei municipal 1224/2016.
Além da questão salarial, os funcionários reivindicam melhores condições de trabalho e denuncia falta de alimentação, de medicamentos, colchões. Diante fatos, todas as bases do SAMU Regional de Piancó, estão paralisadas e aproximadamente cem mil pessoas sem atendimento do SAMU.
Foram registrados dois boletins de ocorrência (nº 1301/2016 e nº1303/2016) na Delegacia de Piancó denunciando o caso.  Nesta quarta, um grupo de cerca de 30 funcionários se encaminharam ao Fórum da cidade denunciar o caso à juíza Izabella Joseanne Assumpção e ao Ministério Público Estadual. 
O sindicato e os funcionários denunciam também que, das cinco ambulâncias do Samu de Piancó, quatro estão quebradas, apenas uma USA funcionando e só um médico estaria atendendo, os outros teriam deixado o Samu pelas péssimas condições de trabalho. O caso foi também comunicado ao prefeito da cidade, ao secretário de Saúde e ao Conselho Regional de Enfermagem (Coren). 
Vale News PB
Fechar[x]