Operação da Aesa e polícia ambiental contra captação irregular da água liberada para Piancó

Uma operação da Aesa (Agência Executiva de Gestão de Águas da Paraíba), conjuntamente com a polícia ambiental, apreendeu na tarde dessa quarta-feira, 16, dois motores-bombas que captavam água irregular do riacho Jenipapeiro para irrigações particulares.
                
Os motores estavam instalados em duas propriedades rurais, às margens do riacho, no município de Olho D’água, e utilizam irregularmente os recursos hídricos para aguar plantações. 

A água que corre no Jenipapeiro foi liberada do açude Buiú para abastecer a população urbana de Piancó, mas, devido à captação irregular no curso do riacho, o liquido ainda não chegou à lagoa de captação da Cagepa de Piancó.

                
A operação dessa quarta visa conter essas irregularidades e priorizar o consumo humano em razão da falta de chuvas e do colapso hídrico na zona urbana piancoense. Conforme a Aesa, os proprietários não foram encontrados, mas um ato de infração por crime ambiental contra os recursos hídricos foi lavrado em desfavor dos dois, que foram multados. Um Boletim de Ocorrência também foi registrado na delegacia de Piancó.
             
A agência hídrica ainda informou que, apesar de notificados anteriormente, os donos das propriedades continuaram cometendo o ilícito ambiental, o que motivou a ação policial em suas propriedades. Os motores apreendidos foram levados pela polícia ambiental para João Pessoa.

Folha do Vali
Imagem: Ilustrativa
Fechar[x]