Itaporanga: IFPB abre 3.389 vagas para cursos técnicos; campus de Itaporanga está na lista

O IFPB lançou o edital de seleção para 3.389 vagas para os cursos técnicos em 17 campi. As inscrições são gratuitas e serão realizadas no período de 03 de outubro a 04 de novembro. O Processo Seletivo de Cursos Técnicos para o semestre de 2017.1 se dará através de análise do histórico escolar.
Acesse aqui os editais.
Na modalidade integrado ao ensino médio, voltada para aqueles estudantes que terminaram o ensino fundamental 2, estão sendo ofertadas 2.177 vagas, nos campi de Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, Catolé do Rocha, Esperança, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, João Pessoa, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel, Santa Rita e Sousa. Já na modalidade subsequente ao ensino médio, voltada para aqueles que já concluíram esta etapa, são 1.212 vagas nos campi de Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Esperança, João Pessoa, Mangabeira, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel e Sousa.
Para se inscrever, o candidato precisa preencher, eletronicamente, todos os itens do Formulário de Inscrição, disponibilizado no endereço eletrônico https://estudante.ifpb.edu.br, inclusive o Questionário Socioeconômico, anexar o Histórico Escolar ou documento equivalente. Há cotas para candidatos com deficiência e egressos de escolas públicas. A seleção se dará a partir da média aritmética das disciplinas.
No dia 14 de novembro será divulgada a lista oficial de candidatos inscritos e no dia 19 de dezembro o resultado final do processo.
O novo paradigma de seleção para ingresso nos cursos técnicos do IFPB visa a inclusão social, a equidade e a isonomia, além de dar mais celeridade ao processo e menor dispêndio aos cofres públicos. “A razão central da mudança do processo seletivo está focada na inclusão social de todos os estudantes, desde aqueles que terminaram os estudos há muito tempo, quanto os que estão na idade regular”, disse o Reitor Nicácio Lopes.
“Para os que estão dentro da idade regular, vamos mensurar de forma mais fidedigna todo um histórico escolar e não um evento pontual, que muitas vezes pode trazer distorções, acarretando a perda de bons talentos para a instituição. Os que estão fora da escola há muito tempo, vão se sentir mais estimulados porque vão concorrer de igual para igual, havendo maior equidade e isonomia no processo”, explicou o Reitor Nicácio Lopes.
Veja neste link nota informativa da Pró-Reitoria de Ensino sobre o PSCT.

Diamante Online
Fechar [x]