Bomba na política de Catingueira; bastidores espelham acirramento nas eleições 2016


Em ano eleitoral, na cidade de Catingueira, a política é o assunto predominante entre rodas de reuniões de amigos, aniversários, batizados, em bares, padarias e mercados, enfim, em toda esquina e calçada tem gente discutindo a preferência do voto e o embate é garantido.
Para apimentar os debates, neste domingo (24/04), aconteceu um fato que mudou a cara da política daquele município. 

Em aniversário de um correligionário do ex-prefeito da cidade, o médico Odir Borges, esteve presente o atual vice-prefeito, Bruno Pires, acompanhado de sua avó a ex-prefeita Zuíla Pires, ocasião que foi anunciada a convergência entre os dois grupos para disputa no futuro pleito municipal.
Esta união mudou os rumos da política catingueirense. Isto porque havia uma animosidade de ordem pessoal entre as duas lideranças políticas. Uma adversidade que vinha mantendo o grupo do ex-prefeito Edvan Félix, sempre vitorioso nas eleições municipais. Uma vez que a oposição estava sempre rachada nas disputas eleitorais por não encontrar unidade entre os grupos liderados por Dr. Odir e Zuíla Pires.
A notícia da adesão do vice-prefeito, Bruno Pires ao grupo de oposição liderado por Dr. Odir, caiu como uma bomba na base governista que vem enfraquecida e perdendo aliados, a exemplo do presidente da Câmara Lindeílton Leite e de Geraldo de Zequinha, pré-candidato a vice na chapa oposicionista.
A situação tem como pré-candidata a jovem Larissa Félix, filha de Edvan. O nome é novo e é pouco conhecida pela população, uma vez que a jovem sempre morou em Natal-RN. Já para compor a chapa como vice, aparece como pré-candidato o Vereador Petrônio Fausto (PTB) que não somou muito, uma vez que não conseguiu levar o apoio da sobrinha Maria Helena Fausto, ex-vereadora a quem ele sucedeu no Legislativo e que está com o nome cotado para voltar a compor uma vaga daquela Câmara Municipal na eleição deste ano, na base de Odir.
Portanto, com esta colisão, entre os dois grupos mais tradicionais da política catingueirense, há um clima de “já ganhou” entre os partidários da oposição liderados por Borges, Zuíla Pires e Geraldo de Zequinha. Em contrapartida, há um notório desânimo na base de Edvan, que está muito desgastado e responde a vários processos judiciais.
Essa história dá um filme!

Fonte Diamante Online

Fechar [x]