Alunos e professores protestam contra mudança na direção de escola, em Piancó


Há muito já se discute acerca da gestão escolar enquanto elemento determinante para o crescimento da escola, o consequente sucesso daqueles que a buscam e as tão necessárias mudanças sociais. 
Paralelamente, também muito é falado a cada quatro anos, nos discursos políticos, sobre a urgência que se tem de melhorar a educação pública.

Tudo isso é fato, assim como é fato o desrespeito com que a "política" tem tratado a gestão da ENESA em Piancó. Três anos consecutivos, três diretores diferentes. Queremos destacar aqui, o último ocorrido com a diretora Ana Maria, a qual vinha desempenhando um trabalho excelente frente à gestão da referida escola e, da mudança da lua para o sol, somos surpreendidos com uma nova gestão.
Não queremos aqui desmerecer a pessoa da atual gestora nomeada, queremos trazer à reflexão o prejuízo causado por essas mudanças, uma vez que cada mudança atinge significamente projetos que já vinham dando certo, parcerias firmadas, resultados obtidos.
A exemplo do que Ana Maria vinha desenvolvendo na escola podemos citar a importante parceria com a ONG Love Together Brasil, que vinham desenvolvendo ações significativas nas áreas de redação, promessa de um poço artesiano e tantos outros incentivos. Foi nessa gestão que pela primeira vez a escola foi reconhecida pelo Governo do Estado como Escola de Valor em 2015.
Paradoxalmente a "politica" retira as peças integradas e contribui com a desvalorização do que estava sendo valoroso, ou seja, muda o que vem dando certo e frustrando aquela esperança "agora vai".
Mas felizmente escola é lugar de se refinar consciência e a comunidade escolar da ENESA não "engoliu o ocorrido a seco" e foi às ruas dizer que quer uma explicação da Secretaria Estadual da Educação que tenta quebrar as penas de quem está começando a caminhar.
Portanto fica aqui registrado a insatisfação de muitos e o aguardo por uma explicação coerente.
Por Professor Clístenes Klayton
Fechar [x]