Prefeitura de Itaporanga gasta com festas em ano de crise: Veja os valores

A Prefeitura de Itaporanga tem afixado cartazes pela cidade tentando chamar a atenção da sociedade para a crise financeira que se abate sobre o poder público municipal (“Municípios pedem socorro”) e culpa, exclusivamente, o Governo Federal pelo problema, mas, para quem olha o balanço contábil do município, tem a impressão de que a coisa não está tão ruim assim. 

Basta ver o gasto com duas festas públicas este ano para concluir que a Prefeitura também tem sua parcela de culpa na crise: o aniversário da cidade e o São Pedro deram uma despesa aos cofres municipais de R$ 701.085,90, conforme dados do Tribunal de Contas do Estado.

             
Os gastos com as festividades de emancipação política dos 150 anos do município, ocorridas entre 3 e 9 de janeiro, foram quase o dobro da despesa do São Pedro, e chegaram a R$ 457.730,00, assim discriminados: R$ 350 mil com atrações musicais; R$ 68.720,00 com estrutura; R$ 23.210,00 com hotel e refeições; R$ 7.900,00 com fogos; e R$ 7.900,00 com divulgação em TV.
              
Com relação ao São Pedro, que foi promovido entre os dias 8 e 9 de junho, as despesas somaram R$ 236.605,90. Foram cerca de R$ 164.800,00 com atrações musicais; RS 49.300,00 com estrutura; R$ 17.043,43,00 com hotel  e refeições; e R$ 5.462,50 com fogos.    
              
Nesse total de gastos festivos não estão incluídos R$ 2.500,00 pagos pela Prefeitura a um forrozeiro local para animar o carnaval deste ano nas escolas municipais, segundo empenho divulgado pelo TCE. Além de todas essas expressivas despesas com festas em tempos de crises econômica e hídrica, a Prefeitura também contratou muita gente no primeiro semestre sem concurso e manteve dezenas de cargos comissionados, mas demitiu todo mundo agora. No entanto, continua gastando muito com locações. No dia 16 deste mês, por exemplo, o município realizou licitação para locação de veículos no valor de R$ 517.440,00.
Fechar [x]