Em solenidade bastante prestigiado, jornalista Itaporanguense Josinato Gomes foi agraciado com o Título de Cidadão Pessoense numa justa homenagem a uma das melhores 'penas' da Paraíba.

Poucos jornalista são tão populares e conceitual como ele, com um dos melhores textos do meio. Referência profissional e um exemplo de ética na carreira e na vida particular, o amigo e conterrâneo Josinato Gomes (terno branco) teve um dos melhores momentos de sua trajetória, na tarde de ontem (28). Itaporanguense, radicado há décadas na Capital, mais precisamente no Bairro Valentina de Figueiredo, que o acolheu como filho e, agora, oficializa esse atestado.


Josinato foi agraciado pela Câmara Municipal de João Pessoa com o Título de Cidadão Pessoense, durante sessão bastante prestigiada pela família, amigos e conterrâneos. A outorga do título deve-se "pela sua representatividade e pelos serviços prestados a Capital", cuja sessão comemorou os 31 anos do bairro.


O autor da propositura foi o vereador Sérgio da Sac. Na mesa dos trabalhos, além de Sérgio, o vereador Raoni Mendes; o advogado Assis Camelo, representando a OAB-PB; o jornalista João Pinto, presidente da API; o ex-governador Wilson Braga, amigo de longas datas de Josinato. Ainda: Vinícius de Araújo, representando o Conselho Tutelar da Região; Najara Rodrigues, diretora da UPA-Valentina; prestigiando a sessão os vereadores Lucas de Brito, Santino e Zezinho do Batafogo; Do Vale do Piancó, destaque para os ex-prefeitos de Itaporanga Djaci Brasileiro e José Silvino; o ex-vice-prefeito de Itaporanga, Nosman Barreiro; Expedito Leite; e os piancoense Salviano Leite e Antônio Cabral.
 
Como bem lembrou o vereador Sérgio da Sac, Josinato mesmo sem mandato sempre lutou em prol do bairro. Uma conquista de sua luta foi a instalação da Fundação Bradesco, referência na educação da comunidade. Assis Camelo disse ter sido acertada a outorga do título ao itaporanguense por tudo que ele fez e ainda faz em prol da comunidade pessoense.

Em seus agradecimentos, Josinato disse guardar as melhores recordações de Itaporanga mas considera-se realizado na terra que escolheu viver: "Com régua e compasso do ofício do jornalismo, e amando ao próximo, acima de tudo, venho construindo minha trajetória, há três décadas e meia nesta cidade, da qual agora posso dizer que sou filho, como os que dela nasceram".

Esse é Josinato Gomes, mestre consumado do jornalismo que influencia gerações de profissionais com textos marcantes. Um cara afável, de fala sedutora, com coração gigantesco e genialidade celebrada. Não somente Itaporanga e João Pessoa festejam seu filho, mas a Paraíba celebra esse momento. 

RPS
Fechar [x]