Padre Djacy se revolta com gastos de prefeitos com festas e lança campanha

O padre Djacy Brasileiro, que atua na paróquia de Pedra Branca, está revoltado com a decisão de muitos prefeitos paraibanos de realizarem festas juninas com dinheiro público. Ele conclamou a população a se engajar em uma campanha contra esses gastos. 

O padre afirma que é incoerência dos prefeitos investir milhões de reais na contratação de atrações para animar as festas juninas em um momento em que o Estado e todo o Nordeste sofrem com uma das maiores estiagens da história.

“Neste contexto clamoroso, angustiante, a vida humana deve ter primazia, e não festas com seus gastos exorbitantes.”, sentenciou. Padre Djacy afirma que não é contra as festa juninas. “Deve haver festa junina? Sim, deve, porém, sem gastos excessivos. Até questionaria: por que não fazer as festas com o potencial cultural que o município dispõe, como forrozeiros com seus instrumentos peculiares: sanfona, zabumba, pandeiro e triângulo?”, considerou.

Ele acredita que promover festas de São João e São Pedro com artistas regionais é o verdadeiro resgate da cultura nordestina. “Não sou contra as festas juninas. Sou contra os gastos com bandas e mais bandas em detrimentos de milhares de sertanejos que sofrem com as sequências da seca.”, frisou.

Revoltado com a situação em que se encontra o Estado, com vários municípios confirmando a realização dos festejos juninos com grandes atrações, e com cachês que chegam a R$ 200 mil, por uma hora e quarenta de apresentação, ele fez um questionamento.

“A pergunta que não quer calar: gastos com festas e mais festas combinam com seca?”, disparou. Em seguida fez o desafio. “Está lançada a campanha: gastos com festas não combinam com seca.”

Pe. Djacy
Fechar [x]