Vereadores da oposição em Piancó querem cassar mandato do líder da situação Pádua Leite por quebra de decoro e suposta prevaricação

Mais uma confusão política em Piancó. A oposição na Câmara Municipal ingressará com pedido de cassação do mandato do Vereador Antonio de Pádua Leite (PT), ex-tesoureiro da Casa. 
 
Segundo os vereadores, o parlamentar do PT quebrou o decoro parlamentar ao desqualificar o poder legislativo nas redes sociais, com frases caluniosas e injuriosas, a exemplo “Sou mais minha cadela Nathy...
 
Ela é melhor do que 2/3 da Câmara Municipal de Piancó”; "estarei hoje na Nativa esclarecendo abuso de autoridade de um promotor e de vereadores que como sempre se esforçam para serem medíocres, imbecis e idiotas...”.
 
Ainda afirma a oposição, que o vereador Pádua Leite colheu assinaturas necessárias e ingressou na Câmara Municipal com um pedido de instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades na pasta de tributos do Município, Comissão Parlamentar denominada de CPI dos Tributos. Devidamente instaurada, na tramitação regulamentada pelo “Regimento Interno” da casa, foi escolhido para presidir a referida CPI o vereador Pádua.
 
Esclarecem os parlamentares, que antes de vencer o prazo determinado para a conclusão da investigação pela CPI, o petista e Presidente da CPI, conseguiu a prorrogação do prazo para sua conclusão em noventa dias. Para surpresa dos colegas, Pádua Leite teria, ao invés de continuar os trabalhos até a conclusão da investigação, misteriosamente, como é costume em nosso Brasil as CPIs, darem ou terminarem em Pizza, transformou a CPI dos tributos numa delas.
 
Assim, o petista incorreu no mínimo na prática do crime de prevaricação, informaram os vereadores. Mais grave ainda,  denunciam os vereadores da oposição, é a motivação do requerimento nº 76/2014, já aprovado na Câmara por unanimidade dos vereadores presentes a sessão ordinária do último dia 20/11, com ofícios endereçados as autoridades competentes para providências, requerimento que solicita ao presidente providências sobre a licitação nº000012014 da Prefeitura Municipal de Piancó, na modalidade carta convite, que homologou vitória no certame licitatório em favor da empresa Maria Elicênia Pereira Leite, pertencente à mãe de Pádua. 
 
Empresa que ainda tem seu irmão Ângelo Filho como doador de Campanha nas eleições de 2012, contratando serviços de provedor de Internet Via Rádio, na mencionada licitação. A empresa autorizada a receber, como já recebeu dos cofres da prefeitura de Piancó, a quantia de R$ 35.000.00 (Trinta e cinco mil reais), restando ainda, o recebimento de R$ 10.000.00 (Dez Mil Reais), já empenhados, licitação no mínimo tendenciosa, de acordo com a denúncia.
 
A oposição comunica a população de Piancó que as condutas praticada pelo vereador do PT e líder da situação, misteriosamente arquivando CPI, desqualificando o poder Legislativo e intercedendo com seu irmão doador de campanha junto ao prefeito, para  a empresa pertencente a sua genitora vencer certame licitatório de forma tendenciosa, são passíveis de cassação do seu mandato.  
 
FONTE: Piancó Online
Fechar [x]