Agência Nacional de Águas – ANA lacra a comporta do reservatório Mãe d’água deixando em 3,8%

ANA diminui evasão de água, e Várzeas de Sousa poderá entrar em colapso em três dias. Faltará água para o consumo humano para 340 Irrigantes, Cidades de Aparecida e São Domingos.  

Com essa abertura inviabiliza o cultivo irrigado no Perímetro Irrigado Várzea de Sousa – PIVAS, como também o abastecimento de água para uso humano de 340 famílias de produtores do perímetro, as cidades de Aparecida, a comunidade de São Domingos de Pombal e as comunidades circos vizinhas.

Com essa abertura, a água disponibilizada atende apenas parte dos desvios irregulares de água existentes ao longo do canal da redenção.

Se a situação não for contornada com a devida urgência haverá colapso total no fornecimento de água para os produtores do perímetro e as demais populações dependentes desta água além de comunidades que são abastecidas através de carros pipa que retiram água no PIVAS. 

Rogério Paganelli, coordenador de produto do perímetro das Várzeas de Sousa, disse que ANA – Agência Nacional da Água, lacrou neste final de semana o registro de saída na Barragem Mãe Dágua sem comunicação previa para os Irrigantes que só vieram saber nesta segunda-feira (03).

Durante o dia, vários contatos foram mantidos com a AESA em João Pessoa para saber o motivo pelo qual a ANA tomou essa decisão que poderá prejudicar as 340 famílias inicialmente, mas não obteve resultado.

- Até o inicio da Estação Chuvosa (Março), a gente ia usar 6,4 milhões de metros cúbicos de água, o que significa 4,8 % do volume acumulado hoje na Barragem Mãe Dágua. Água tem. Só depende de um entendimento técnico. Água existe para nos fornecer aqui. Se não existisse, nós não estaríamos cobrando, disse Rogério Paganelli durante participação nesta segunda-feira (03) no Programa de Rádio pela 104 FM.

Caso o impasse não seja resolvido em três dias, faltará água em todo o Perímetro Irrigado das Várzeas de Sousa, tanto para o consumo humano, bem como para as culturas dos Irrigantes.

O perímetro de Várzeas de Sousa, com uma área irrigável de 4.391 hectares e cerca de 900 pessoas, está situado entre os municípios de Sousa e Aparecida e é fruto da parceria do Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Irrigação, com o Estado da Paraíba


Portal Coremas
@folhadosertao 

Fechar [x]