Trauma de CG erra, jogador é dado como desaparecido, mas está internado no local



1
A direção do Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes em Campina Grande, informou na tarde desta segunda-feira (15) que o jogador de futebol Jamilson Mangueira, 33 anos, nunca esteve desaparecido. 

O jovem está internado na ala vermelha do local e a própria unidade reconheceu que houve um erro nas informações que levaram à notícia de desaparecimento.


Segundo o diretor Geraldo Medeiros, as enfermeiras relocaram o paciente para a área vermelha, mas a equipe de enfermagem esqueceu de atualizar o prontuário, o que provocou a falha na comunicação. A família foi chamada e, junto com a direção do hospital, assistiu às imagens nas câmeras de segurança, quando a situação começou a ser esclarecida. Medeiros adiantou que não vai divulgar nenhuma nota oficial sobre o caso.

De acordo com o diretor, Jamilson Mangueira passou por uma tomografia computadorizada para examinar a cabeça e segue internado em observação, correndo risco de morte.

O caso:

O jogador foi internado no trauma de Campina Grande após sofrer um acidente, na madrugada do domingo (14), na saída de uma festa na cidade de Conceição, no Sertão do estado. “Jamilson estava saindo de um evento sofreu uma forte pancada na cabeça ao ser vítima de um acidente de moto. Inicialmente, foi levado por uma ambulância do Samu para o Hospital Regional de Patos, mas foi transferido para Campina Grande”, disse Maria Rozevir, parente da vítima.

A mulher revelou que o homem chegou no Hospital de Trauma de Campina Grande onde recebeu atendimento e horas depois teria desaparecido da unidade. “Ele estava na companhia de um irmão, que saiu da sala por alguns instantes e quando retornou não o encontrou mais. Jamilson Mangueira estava muito alterado e inconsciente” disse dona Rozevir.

Da redação
Hyldo Pereira, Ewerton Correia e Alisson Correia
Fechar [x]