Família de aposentado de 76 anos acusa hospital de Itaporanga de negar atendimento ao idoso

O idoso Benedito Teixeira Lima, de 76 anos, morador do sítio Mata Velha, município local, foi levado por uma filha na manhã desta terça-feira, 10, ao hospital de Itaporanga.

Segundo ela, o aposentado estava há cinco dias sem comer e debilitado, mas não foi atendido.

“O que o pessoal da recepção disse foi que o hospital só podia atender caso de urgência, mas a situação do meu pai é de urgência: se não fosse, eu não tinha saído com ele do sítio para o hospital”, lamentou Francinete Teixeira Pereira com lágrima nos olhos e uma profunda revolta: “se ele fosse um rico, num instante eles atendiam, como eu tenho visto lá, mas como é um pobre fica escanteado”, desabafou.

Depois de insistir e não conseguir atendimento no hospital, Francinete levou seu a um posto do Programa Saúde da Família e também não encontrou médico, segundo ela, que retornou com o idoso para a zona rural e teme que seu quadro clínico seja agravado e ele não resista.

“Se o hospital não tivesse condições de cuidar dele, encaminhasse ele para outro hospital que a gente tinha condições de levar, mas é um absurdo não atender uma pessoa nas condições em que ele se encontra, porque também tem problema de pressão alta e toma remédio controlado”, comentou Francinete, ao informar que recentemente levou seu pai a um consultório particular e está esperando o retorno médico, mas, como sua situação piorou, resolveu procurar o hospital. Viagem perdida, cansativa e angustiante.

Fonte: Folhadovali.com.br
Fechar [x]