No Vale, Governador poderá encontrar grande manifesto em seu desfavor nesta sexta-feira; população cobra estações de tratamento na maioria das cidades

Na grande maioria das cidades que compõem a microrregião do Vale do Piancó, a água fornecida para consumo humano é uma realidade que não cabe mais nos dias de hoje.

Um grande exemplo disso vem sendo evidenciado por internautas que por sua vez registram em formato de vídeo ou imagem a qualidade da água consumida, em seguida eles publicam nas redes sociais, tendo na maioria das vezes, grandes repercussões negativas tanto a nível de município como também de Estado.


Além disso, os denunciantes também lamentam a obrigação de pagar talões com valores absurdos, levando em conta o tratamento que a água tem, para tal recolhimento por parte da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa).

Nesta sexta-feira, a cidade de Itaporanga estará recebendo o Governo do Estado e junto dele estará toda a comitiva de Secretários, para realizarem mais uma Audiência Pública do Orçamento Democrático Estadual, mas o que tudo indica, já rola pelos bastidores que o governo será recepcionado com um grande manifesto que busca medidas imediatas e não paliativas, quando as instalações das Estações de Tratamento Avançado (ETA) que já foram prometidas e não foram cumpridas.

Na cidade de Diamante, por exemplo, centenas de estudantes das redes estadual e municipal protestaram na frente da Cagepa na manhã desta quarta-feira (02). Os estudantes denunciavam os quase dez dias sem água nas torneiras, impossibilitando assim as realizações de aulas e a própria higienização pessoal.

De acordo com o Coordenador da Unidade Local da Cagepa, Idelfonso Lucas, o maior problema desta vez foi com a cheia do Rio Piancó nos últimos dias, quando a enchente levou alguns equipamentos que se fazem necessários para o fornecimento. Já com relação à água completamente limpa, o Coordenador revelou que não há possibilidades de isso acontecer, já que a cidade não possui a ETA.

Um professor que esteve envolvido no manifesto desta manhã revelou que pretende levar seus alunos ao Orçamento em Itaporanga, o educador disse que todos irão com cartazes, garrafas pet com água, além de livros para melhor simbolizar a necessidade do fornecimento com qualidade e eficiência.

Segundo um dos Conselheiros municipal do Orçamento Democrático Estadual, no ano passado a prioridade foi a Estação de Tratamento para Diamante, já este ano, será uma Adutora, já que não há fornecimento de água.

Nos últimos dias a situação também vem sendo denunciada nas grandes cidades da região, como foi o exemplo da cidade de Conceição, quando vereadores lamentaram a situação durante uma Sessão Ordinária. Já em Itaporanga, as denuncias repercutem em programas de rádios, mídias eletrônicas, e até jornais de TV.

O que tudo indica, é que mesmo com um grupo da inteligência da Polícia Militar já infiltrada na região nos últimos dias, o manifesto não será previamente desvendado e Ricardo Coutinho poderá ter uma grande surpresa em seu desfavor.


Fonte: DiamanteOnline 
Fechar [x]