Ministério Público Federal investiga cobrança de propina na FIP de Patos

O Ministério Público Federal (MPF) notificou o diretor-geral das Faculdades Integradas de Patos (FIP) e os responsáveis pelo gerenciamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para prestarem esclarecimentos sobre possíveis irregularidades nas inscrições do programa federal, no âmbito da referida instituição de ensino superior.

Os representantes da FIP serão ouvidos, nesta terça-feira (29), no turno da tarde, pelo procurador da República João Raphael Lima.

Segundo o procurador, “alguns alunos vieram até o MPF e afirmaram ter dificuldades de acesso ao sistema do Fies, tendo em vista a falta de publicidade, bem como relataram a existência de cobranças para poderem conseguir o financiamento, cobranças essas que seriam feitas por pessoas supostamente ligadas à FIP”, explicou.

Em 28 de abril de 2014, o MPF instaurou o Inquérito Civil nº 1.24.003.000086/2014-67 para apurar possíveis irregularidades com o
Fies na FIP.

O Fies é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar prioritariamente estudantes de cursos de graduação.

Fonte: Blog do Tião Lucena
Fechar [x]