Comunidade rural de Coremas fecha estrada em protesto contra falta de redutores de velocidade na via

Centenas de moradores da comunidade de Mãe D’água no município de Coremas fecharam a rodovia estadual PB-366 no começo da manhã desta terça-feira, 29, em protesto contra a falta de redutores de velocidade no trecho da via que cruza a comunidade, onde residem cerca de 400 famílias.

Por mais de duas horas, a estrada foi bloqueada pelos moradores, que utilizaram troncos de árvores para fechar a pista, e uma fila imensa de carros se formou nos dois sentidos da estrada. A via liga Coremas a São José da Lagoa Tapada é bastante movimentada.


O problema, segundo os moradores, é que os veículos passam em alta velocidade pela povoação, pondo em risco a vida das pessoas que residem na área, especialmente crianças e idosos. “Os acidentes lá são constantes e a qualquer momento pode ocorrer algo ainda pior se nenhuma providência for tomada no sentido de colocar redutores de velocidade na estrada”, comentou o vereador Marquinhos de Lucrenato, ao informar que há muito tempo reivindica essa providência, mas nenhuma medida é tomada pelo Governo do Estado a quem pertence a estrada.

Segundo ainda o parlamentar mirim, assim que tomou conhecimento da manifestação, reuniu-se com o chefe de Gabinete da Prefeitura, Sérgio Lopes, e foi feito um abaixo-assinado com a rubrica dos manifestantes reivindicando ao DER (Departamento de Estradas de Rodagens) uma solução para o problema. O documento será anexado a um ofício que vai ser encaminhado pelo prefeito Antônio Lopes ao órgão rodoviário estadual reforçando o apelo dos moradores.

Conforme Sérgio, apesar de não ser de responsabilidade do município, o prefeito está sensível à reivindicação dos moradores de Mãe D’água e entrou na luta na busca de uma solução urgente para o problema. Fotos (Islan Alves): moradores protestam.


folha do vali
Fechar [x]