Na volta dos trabalhos, vereadores de Nova Olinda tratam sobre segurança na cidade: Comissão será formada para audiência com representantes da Segurança Pública do Estado

Os vereadores se reuniram neste sábado, dia 28 de fevereiro de 2017 para a 1ª sessão ordinária do ano de 2017 após o recesso. Sob a presidência do vereador “Biu de Ramos”, o retorno dos trabalhos Legislativos foi marcado já de início com o encaminhamento de Requerimentos e, ainda foi ciado uma comissão com integrantes de parlamentares para uma audiência com representantes da Segurança Pública do Estado para tratar sobre o caso da cidade, haja vista, que a cidade vive momentos de inseguranças vividos nos últimos dias.
O presidente deu boa vindas aos parlamentares e agradeceu a votação obtida no último pleito.
O vereador Luís Júnior (PSB) solicitou do prefeito a pavimentação em paralelepípedos de duas ruas do conjunto Julinha. O vereador Damião Severino (DEM) solicitou que fosse feito conserto de galerias na rua Dr. João Lúcio, no centro da cidade.
Na primeira sessão, foram discutidos à criação dos membros das comissões. Outro assunto que foi levado pelo a mesa da casa, foi à mudança no Regimento Interno, onde deverá ser debatido com mais aprofundamento.
O advogado Carlos Cícero, fez um revê relato da importância de mudar alguns artigos, já que o Regimento Interno estar velho e é preciso inovar, aprimorar. Ele ressalta que com a mudança os andamentos dos trabalhos da casa vai dar mais agilidade.
Grande expediente
Os vereadores, Chico Aguiar (PSDB), Luís Jr. (PSB), Biu de Ramos (PSD), Valter Gonzaga (PTB), e Maria Branca (PSDB) usaram à tribuna para falar sobre a insegurança na cidade. Todos foram unânime em focar nesse tema, já que à população vivem com medo dos últimos acontecimentos na cidade, onde foram assassinados idosos e assaltos constantes.
O vereador Luís Jr. na tribuna, pediu ao Poder Executivo Municipal que também faça sua parte no tocante a segurança, já que não viu nenhum pronunciamento sobre esse assunto. Ele também pediu que fossem realizados os cortes de terra dos agricultores e sem que a Prefeitura cobrasse algum custo.
Na sessão, todos os vereadores compareceram.  
(AR) – Assessoria













Fechar[x]