Polícia prende um dos acusados de matar um homem e balear uma mulher em Nova Olinda

A polícia militar prendeu, por volta das 22h, desta quinta-feira (26), Cícero Severino da Silva Sobrinho, de 19 anos. Ele, juntamente com outro homem, identificado como ‘Dedé de Nenen Quiqui’, estão sendo acusados de matar Humberto Inácio da Silva e balear uma mulher na perna. O crime ocorreu também na noite desta quinta-feira, em um bar, na cidade de Nova Olinda.

De acordo com informações do comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar, Major Guedes, momentos antes do assassinato, os acusados beberam com a vitima, desentenderam-se e teriam feito ameaças a ela, que procurou o Destacamento para denunciar as ameaças sofridas. Depois disso, uma viatura da polícia fez diligências em vários bares daquela cidade à procura da dupla, mas não obteve êxito.


Por volta das 20h, os dois encontraram a vitima sentada em um bar, aproximaram-se e a mataram com vários disparos. Uma mulher, que se encontrava no local, também foi atingida com um tiro na perna. Ela foi socorrida para o hospital da cidade de Piancó e passa bem.

A polícia militar com várias viaturas fez diligências e foi até a residência do acusado, por volta das 22h. Segundo o major Guedes, a princípio o pai do acusado informou que ele não estaria em casa, nem teria envolvimento com o crime. No entanto, os policiais cercaram a residência e conseguiram localizar o acusado no muro.

Cicero foi conduzido para a delegacia de polícia civil da cidade de Itaporanga. Ao delegado José Pereira, ele confessou que era um dos ocupantes da moto, mas que não foi ele quem atirou contra Humberto. Segundo o depoimento dele ao delegado, quem praticou o crime teria sido seu ‘amigo’, ‘Dedé de Neném Quiqui’.

Cicero explicou ainda no depoimento, que Dedé o chamou para dar uma volta e não sabia a intensão dele de praticar o homicídio. Segundo ele, quando Dedé efetuou os disparos, saiu correndo na moto e pulou do veículo, evadindo-se pelo mato. Ainda segundo o depoimento do acusado, ele teria guardado o veículo que pertencia a Dedé, na sua residência.


A polícia continua à procurou do outro acusado, enquanto Cicero foi autuado e será encaminhado para a cadeia pública de Santana dos Garrotes, onde ficará à disposição da justiça.
 

Fonte:  Portal Vale do Piancó Notícias
Fechar [x]