Detento passa mal em xadrez da DP de Itaporanga

Manhã desta sexta-feira, 15, no xadrez da Delegacia de Polícia (DP) de Itaporanga. Com falta de ar e vômitos, um jovem de 19 anos (foto) debate-se no chão do minúsculo cárcere. 

Policiais acionam o Samu, mas não há ambulâncias disponíveis: uma está quebrada e a outra havia ido levar um paciente em Piancó, segundo a informação dada pelo 192.

                
Preocupados, policiais retiram o rapaz de dentro do xadrez e ele alivia-se mais um pouco. O rapaz foi detido durante a noite, depois de se envolver em uma briga na cidade de São José de Caiana. O jovem informou que tem labirintite e que as condições impróprias do xadrez levaram-no a passar mal. O problema é recorrente porque a cela é um cubículo de três ou menos metros quadrados, sem entrada de ar, sem água nem sanitário. Também não há espaço para separar homens, mulheres e adolescentes. Nessa noite, quatro pessoas estavam na pequena “masmorra”.
                
O caso já foi denunciado publicamente, mas, diante da omissão das autoridades judiciárias e políticas, a fundação humanitária José Francisco de Sousa pretende levar a questão ao Conselho Nacional de Justiça e ao Ministério Público.

www.folhadovali.com.br
Fechar [x]