Diamantense procura delegacia de Itaporanga para registrar sumiço da filha. Jovem deixou carta

A estudante Eduarda Kaliany Marcos da Silva (foto), de 17 anos, saiu para a escola na manhã desta sexta-feira, 31, e não retornou para casa. Ela residia com os pais no centro de Diamante e foi vista desembarcando em Boa Ventura, onde pegou outro carro e desapareceu.
               
Segundo sua mãe, a dona de casa Euda Sabino da Silva, a adolescente levou apenas uma mochila e, possivelmente, algumas poucas roupas, mas deixou algo que a assustou ainda mais: dentro de uma gaveta, foi encontrada uma carta da jovem dizendo que sua decisão de sair de casa seria melhor para todos.

                
A mãe acredita que a garota tenha sido convencida ou obrigada, sob ameaça, a fugir de casa para viver com um rapaz que conheceu pela internet. O homem é da região, mas reside em São Paulo. Euda registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia de Itaporanga, mas disse que, até agora, não teve o apoio que esperava da polícia nem do Conselho Tutelar de Diamante para tentar resgatar a adolescente.
             
“Eu temo pela segurança de minha filha, porque vai se encontrar com um homem que ela nunca viu e em um lugar onde não conhece ninguém”, lamentou chorosa a mãe. A mulher disse que a carta deixada pela filha é enigmática e pode revelar que ela viajou por pressão ou ameaça do rapaz. 

O que mais a intriga é que sua filha era uma menina caseira, evangélica e de bom comportamento, e não demonstrava apego ao namorado virtual. Informações sobre o paradeiro da jovem podem ser encaminhadas para o telefone 88379986.

www.folhadovli.com.br
Fechar [x]