Mãe leva filha de 9 anos doente para hospital de Piancó e termina presa

No começo da noite desse domingo, 10, a comerciante Lucilene da Silva Almeida, de 36 anos, levou sua filha doente para o hospital de Piancó, mas terminou detida por policiais militares e conduzia à delegacia por suposta ameaça contra o médico plantonista, o que, conforme ela, não ocorreu.
               
De acordo com a mãe, sua filha, de 9 anos, estava com 40 graus de febre e foi levada ao hospital, mas teria havido demora no atendimento médico. Desesperada, a mulher teria dito que “se não atender minha filha, meu esposo vem aqui resolver tudo”, segundo a PM, que foi acionada pelo médico plantonista, Robson Sarmento Teodório, por ter se sentido ameaçado.
               

A mulher foi detida e levada à delegacia, onde chegou na companhia da criança doente, que, além da enfermidade física, também sofreu grande trauma emocional ao ver a mãe naquela situação, mas a comerciante foi imediatamente solta pelo delegado Roberto Barros, porque, segundo a autoridade policial, não houve crime de ameaça, uma vez que a expressão supostamente usada pela acusada foi genérica, não sendo direcionada especificamente a ninguém.
               
De acordo ainda com informações policiais, o casal é proprietário de um bar na saída de Piancó para Patos e ficou bastante revoltado com todo o constrangimento sofrido e, principalmente, em função do lado emocional da criança. Foi um Dia das Mães triste para todos.

www.folhadovali.com.br
Fechar [x]