TRE adia para o dia 1º/12 julgamento da Aije que pede cassação de Marcília, prefeita de Diamante

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) adiou para a próxima segunda-feira (1º/12) o Julgamento (nº 56/14) do Recurso interposto pela prefeita de Diamante Marcília Mangueira (PMDB), que teve o mandato cassado em primeira instância, no mês de julho passado, por captação ilícita de sufrágio (compra de votos). 
 
O julgamento iria acontecer hoje mas o tribunal acatou pedido dos advogados. A priori, o julgamento tinha sido adiado para esta quarta-feira (26), entretanto, acabou sendo agendado para a próxima segunda. Marcília, juntamente com seu vice Damião Juca, teve mandato cassado em decisão proferida pelo juiz Carlos Augusto Guimarães, da 33ª Zona Eleitoral de Itaporanga.
 
Na decisão, o juiz determinou a imediata posse da segunda colocada nas eleições de 2012, no caso Carmelita Mangueira (PSDB), entretanto, a defesa de Marcília conseguiu uma liminar no TRE que a sustenta no cargo até a decisão do Pleno da Corte Eleitoral. O Procurador Regional Eleitoral, Rodolfo Alves Silva, decidiu, no mês passado, pelo indeferimento do Recurso interposto pela prefeita cassada e se manifestou pela manutenção de sua cassação.
 
A população do município continua na expectativa do resultado do julgamento da Aije que pede a cassação de Marcília, cujo julgamento vai acontecer agora na próxima segunda (1º/12).
 
FONTE: www.portalasn.com.br
Fechar [x]