Conheça um pouco da história do PADRE "JOSÉ CORINGA", natural de Santana dos Garrotes, no Vale do Piancó

Pe. José Coringa, nasceu no dia 29/12/1940 no sitio Rebolão em Santana dos Garrotes na época, Município de Piancó-PB.

Batizado no dia 18 de abril de 1941 na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Itaporanga – PB, pelo cônego Manoel Firmino Pinheiro.

Crismado com idade de 13 anos na Matriz de Senhora Santana por Dom Zacarias Rolim de Moura em Santana dos Garrotes.


Chegou no Ceará em 1960 em companhia do padre Chagas Barros, na cidade de Icó;

Como sacristão do padre Chagas morou na Betânia, na paróquia de Mombaça por 6 meses, depois mudou-se para o Crato. Trabalhou como servente de limpeza no Seminário São José durante 4 meses; mudou-se para o Hospital São Francisco de Assis como Atendente de enfermagem na companhia do Monsenhor Rocha de Oliveira. Neste período iniciou o curso primário no grupo Escolar Alexandre Arrais; depois foi morar em Campos Sales como Sacristão do Padre Newton Holanda Gurgel, e lá cursou o Exame de Admissão Ginasial no ginásio Padre Ibiapina daquela cidade. Voltando para o Crato, não foi mais aceito pelos padres; passou a residir no Sitio São José, na residência do seu Zeca Esmeraldo, matriculou-se no colégio Estadual Wilson Gonçalves por intermédio da dona Neriam Abat esposa do Dr. Elisio Abat.

Durante seis meses enfrentava um percurso pedestre à noite do Colégio Estadual ao Sitio São José de ida e vinda das aulas.

Nas férias do meio do ano o Reitor do Seminário saiu de férias e o Vice-reitor mandou buscar numa Rural e entregou um cargo de cuidar do gado, das ovelhas e dos porcos do Seminário; por ter boa reputação no currículo Vetai, logo foi convocado a trabalhar na casa de Saúde psiquiátrica Sta. Tereza do Crato. Como atendente de enfermagem. Foi atendente do padre Aldemir, Pe. David, Pe Newton, Pe. Luiz Antônio, Pe. Manoel Carlos de Morais, Pe. Antônio Gomes de Araújo, do famoso Benemar de Farias Brito e do Sr. Augusto Moreira.

Em 1976 terminou o 2º grau sendo reprovado, indo a recuperação com mais 5 colegas na matéria de inglês precisando de um dez. no dia da prova o professor faltou sem justa causa e o diretor deu por aprovado todos os 6 recuperáveis; talvez o único dez tirado neste colégio.

Durante esse percurso enfrentou varias provações; foi Vicentino, promoveu varias atividades sociais, como roçado, mutirões e outros; participou de Vários congressos de Enfermagem, Vicentinos, eventos na Sé catedral do Crato, movimentos de Juventudes, curcilhos de Cristandade, inclusive TLC. Conhecendo varias namoradas, enfrentou noivado, chegando a preparar o contrato civil mas antes de preparar o casamento religioso a noiva desistiu, pediu para voltar de novo mas não foi aceito.

No ultimo ano do 2º grau, por ocasião do 4º Encontro de atendentes de enfermagem, da Escola Santa Escolástica do Hospital São Vicente de Paulo de Barbalha, o pregador do Encontro, o Camiliano Padre Olindo Mugnol perguntou: José, porque tu não vai ser padre? A resposta foi: Sou pobre, mas tenho muita vontade.

O padre levou ao conhecimento da congregação e logo em breve chegou uma visita de informação considerando-o como candidato Vocacional.

Pedindo a Carta para egresso nos Camilianos Dom Vicente incentiva-o para ficar no Crato mostrando o contraste das duas realidades: Sul e Nordeste do pais. Entrando em pleno acordo agora enfrenta o Seminário Regional Nordeste I, chegando uma Semana após o inicio das aulas. Isto, em janeiro de 1977.

No período do Seminário participou de vários eventos como: Congresso Eucarístico nacional como membro do Coral 1880. fez parte da equipe de garçom no jantar do Papa João Paulo II no seminário da Prainha, participou da missa celebrada pelo Papa João Paulo II na capela interna do Seminário da Prainha.

No dia 26 de Julho de 1983 ordenação Sacerdotal na Matriz de Senhora Santana em Santana dos Garrotes – PB, por Dom Vicente de Paulo Araújo Mato – Bispo de Crato, de saudosa memória.

Em agosto de 83 nomeado vigário paroquial de N. Sra. Das Dores de Assaré como cooperador do padre Manoel Alves Feitosa, quatro meses depois, Vigário substituto do Pe. Baldomiro Rodrigues na paróquia de Santo Antonio em Araripe, 43 dias depois, pároco de Nossa Senhora da Conceição em Ipaumirim e administrador paroquial de São Gonçalo de Umarí. Em Ipaumirim: construção consertos e reforma: reforma geral no Relógio da Torre. Reforma geral na casa paroquial, construção de três banheiros sanitários, construção de mais um dormitório, construção de uma garagem e uma secretaria paroquial. Piso cerâmica na sala de refeitório; na capela do Baixio: forro pré-moldado em toda a capela, reforma na sacristia inclusive banheiro Sanitário, substituição de todas as portas e janelas inclusive da torre; construção no teto da capela da Jurema, construção da capela de Santo Antonio Sitio Bananeira.

Na paróquia de S. Gonçalo do Amarante de Umari: Reforma geral no teto da matriz e pintura. Reforma na casa paroquial construção de dois banheiros sanitários na casa.

Reforma na capela do Lagrador: forro pré-moldado e mudança da frente da capela; reforma na capela Pio X: forro pré-moldado, substituição de todas as portas e janelas, construção do Altar.

Formação de 31 comunidades com catequese e celebração do culto comunitário..

Permanência em Ipaumirim e Umari foi de 4anos, 3meses e 10 dias.

Chegada em Farias Brito 31/01/1988 as 12hs do dia, com uma recepção tendo a presença do Padre Arrais meu antecessor e o padre Mota, Forâneo na época.

Aqui se começou tudo de novo: criar laços de amizade com o povo e ambiente físico para celebração, pois, a matriz velha estava fechada em caráter de abandono e a matriz nova inacabada; toda sem reboco, sem porta na frente, feita de tábua de construção, a fechadura era uma pedra para escorar por um buraco.

Confiando na providencia Divina no auxilio da Imaculada Conceição, iniciou-se os trabalhos visitando o povo e formando comunidade. Em 1989 promove uma Santa Missão Popular com dois irmãos Franciscanos: Frei Olivier, hoje sacerdote Franciscano e Frei Gerser de Saudosa memória. Em 1990 missão com Frei Damião; 2 visitas pastoral com Dom Newton Holanda Gurgel – Bispo Emérito e 2 visitas pastorais com Dom Fernando - Bispo de Crato.

Visita com a Imaculada Conceição em todos os sítios, vilas e distritos da paróquia, visita com Nossa Senhora da Penha do Crato, em todas as vilas e distritos.

Visita com Nossa Senhora Aparecida de São Paulo e a replica da Cruz de Ponto Seguro em todos os setores da cidade de Farias Brito; mini-congressos Eucarísticos em todas as capelas da paróquia três dias de adoração perpetua na Matriz; celebração do terço cantado desde o Pai-Nosso, Ave-Maria, Santa-Maria e o glória ao Pai durante 31 noite de um mês de maio alem dos eventos costumeiros. Como natal, campanha da Fraternidade, etc. com uma única finalidade: resgatar a fé do povo.

Chegando aqui, havia apenas uma catequista para toda a paróquia: Dona Telina Jorge de saudosa memória; por sinal, uma mulher muito piedosa que caracterizava a figura “das Santas Mulheres exaltadas nas Sagradas Escrituras. “Hoje, temos noventa e duas comunidades e em todas temos catequistas, onde lá fazemos a 1ª Eucaristia.

Pastoral do Batismo, Pastoral do Matrimonio, Pastoral da Crisma, pastoral com adultos, catequese, alem dos movimentos: E.C.C.; A.O; Terço dos Homens; pastoral do dizimo e um bom numero de missionários.

Nestes 20 anos varias reformas foram realizadas: conclusão da Nova Matriz: Torre, piso industrial, a Cúpula, todo reboco, muralha, 90 bancos de cerejeira, capela do Santíssimo e o altar, reforma das imagens e construção de uma casa paroquial. Uma grande reforma na matriz velha ainda a ser concluída porque é quase como refazer de novo; reforma na capela antiga, e dois postes com seis luminárias em frente da nova matriz.

As capelas: Cariutaba: reforma no teto, forro de pré-moldado, banco de cerejeira, reforma na torre, grade em redor da capela, um som potente, um salão sacristia, doação da reforma no presbitério e no altar, reforma nas imagens, mais de 50 cadeiras plástico e reforma na casa paroquial.

Nova Betânia: Forro pré-moldado na capela; novo reboco; construção de uma bonita torre, banco de cerejeira, mudança de todas as portas e reforma na casa paroquial e os quadros da Via-Sacra.

Umari: Reforma no teto, todo o reboco, todas as portas e a bancada de cerejeira. Já projetado o aumento da capela.

Quincuncá: Reforma no teto, mudança de todas as janelas substituídas por vidros, forro PVC, grades de segurança da capela, reforma do relógio da torre e a bancada de cerejeira sendo aguardado a chegada do pedido.

Capela do Tabuleiro: Mudança geral do teto, troca das portas e reforma da calçada.

Capela de lagoa Seca: Forro de gesso, bancada de Cerejeira e o som.

Capela do Barreiro do Jorge: Forro PVC, reforma do Teto, mudança do reboco, resgate da Via Sacra em pintura, bancada de cerejeira e um som, mais reforma na casa paroquial.

Baraúnas: Construção da capela.

Lambedor: Construção da Capela.

Monte-Pio: Ampliação da capela, aumento de outro tanto. Piso Cerâmica, forro de gesso e um novo Altar.

Ainda na Sede montando dois potentes som: um em cada matriz, inclusive bancada de cerejeira na Velha Matriz. Projeto para ampliação do Patrimônio da paróquia.

De tudo isso o que mais alegra no coração do padre é a vitória do reviver a fé desse povo.



FONTE: www.blogfariasbrito.com
Fechar [x]