Homem preso pela PM de Piancó se livra de flagrante por um fato inusitado

Um piancoense chamado Lucineudo Soares Alexandre foi preso por policiais militares na noite da quarta-feira, 4, em Piancó, com uma espingarda e uma faca. 

Por falta de delegado na cidade piancoense, o preso foi levado na quinta-feira a Coremas para o flagrante ser procedido pelo delegado Roberto Barros, mas o acusado terminou sendo liberado sem autuação por um fato inusitado.

Dr. Roberto esclareceu que não lavrou o ato de prisão em flagrante do acusado porque, segundo o delegado, os policiais militares que efetuaram a prisão não compareceram à delegacia para serem ouvidos. “Como os policiais condutores do flagrante não compareceram à delegacia, eu não tinha elementos suficientes para proceder o flagrante”, comentou o delegado.

Segundo ainda dr. Roberto, o depoimento dos policiais condutores era fundamental para embasar o flagrante. Os policiais precisavam relatar todas as circunstâncias da prisão, como, por exemplo, se a arma foi apreendida com o homem ou estava em sua residência, e outras informações relacionadas à voz de prisão.

Bom foi para o acusado, que se livrou do flagrante, mas não está livre do processo. O delegado de Coremas encaminhou o caso para a delegacia de Piancó, a quem compete instaurar inquérito para apurar o caso. 


folhadovali.com.br
Fechar [x]