Poeirão 2015 poderá não ser disputado no Estádio "O Zezão", em Itaporanga

Considerado o maior evento esportivo do Vale do Piancó, o tradicional Poeirão pela primeira vez na história poderá não ser disputado no Estádio José Barros Sobrinho, "O Zezão". 

O motivo é o atraso da reforma da principal praça esportiva do município. Segundo Welton Tomaz, Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Itaporanga, e que ocupa provisoriamente a Secretaria de Esportes do Município, tudo será definido na próxima terça-feira (20), quando a superintendente da Suplan, Simone Guimarães, estará em Itaporanga vistoriando a reforma.


- A Suplan virá terça feira a Itaporanga fazer uma vistoria, mas acredito que não vai dar tempo de concluir a obra até o Poeirão, até porque não tem como  ter jogo sem paredes no estádio, sem refletores, etc.. Quando recomeçar as obras ela só vai parar quando terminar.

Questionado se a Prefeitura junto com o Atlântida teria um plano B, Welton foi enfático.

- A diretoria do Atlântida é quem promove o evento, portanto são eles que precisam pensar num plano B. A prefeitura é apenas um dos patrocinadores do evento. Os fins lucrativos vão para o Atlântida. A prefeitura não pode abrir mão da reforma por causa de um evento particular. A reforma do estádio é prioridade, principalmente após a firma (Terra Brasil) abandonar a obra.

Welton afirmou que a culpa do atraso da reforma deve-se a empresa Terra Brasil.

- O problema é que a empresa abandonou a obra. Então tem que ser feito uma nova licitação. A empresa comunicou a Suplan que não tem interesse em terminar a obra.

LUIZ CARLOS ROQUE/PRÉ-TEMPORADA
Fechar [x]