As 4 cidades do Vale que ficarão totalmente sem água se não chover forte até março

A pouca chuva que caiu sobre o Vale nos últimos quatro anos e a falta de planejamento governamental levaram a região a uma perspectiva sombria com relação à água: além do grave problema que já afeta centenas de comunidades rurais, algumas cidades regionais também estão na iminência de sofrerem um colapso no abastecimento.

Levantamento da fundação humanitária José Francisco de Sousa indica que, se não chover forte até março, e as previsões não são animadoras, quatro cidades do Vale sofrerão uma completa escassez d’água, com graves consequências sociais, especialmente para os mais pobres. As cidades mais ameaçadas, conforme o levantamento, são Itaporanga, Conceição, Piancó e Aguiar.


Em Itaporanga, o açude que abastece a cidade está com apenas 11% de sua capacidade, enquanto que em Conceição o reservatório que garante água para o consumo urbano está com menos de 17%. O açude de Aguiar está com 13%, e a cidade de Piancó também está gravemente ameaçada porque as águas de Coremas estão ficando cada vez mais distantes do ponto de captação e seu nível hoje está em 20%.

Este levantamento será encaminhado pela entidade para o governo estadual no sentido de alertá-lo para a necessidade de definir alguma medida preventiva para o caso de haver um colapso no abastecimento em função da seca dos açudes.


Fonte: www.folhadovali.com.br
Fechar [x]