Greve dos professores municipais de São José de Caiana entra para um mês sem solução

Os professores da rede municipal de São José de Caiana continuam em greve por tempo indeterminado por conta de atraso salarial. O movimento paredista vai completar um mês, mas o prefeito José Walter ainda não chamou a categoria para negociação. O problema afeta centenas de alunos, que estão sem aula e podem perder  o ano letivo se a greve for prolongada.

De acordo com a professora Josefa Marleide, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São José de Caiana (Sintserc), o gestor não está dando a mínima importância para a paralisação do magistério. Segundo ela, o prefeito pagou o mês de junho às demais categorias de servidores, mas o salário não foi pago aos professores grevistas, que estão com dois meses sem receber.



Para a presidente, o prefeito tem atrasado o salário dos servidores porque ele acredita na impunidade e que pode fazer o que quiser à frente da Prefeitura. Por essas razões, ela pede providências urgentes ao Ministério Público para que o prefeito coloque em dia o salário de todos.


Marleide condicionou o retorno dos professores ao trabalho à regularização salarial. “Nós só iremos retornar à sala de aula quando ele (José Walter) colocar o pagamento em dia e chamar a categoria para negociar”. Walter já atrasou o salário dos servidores caianenses várias vezes, e o momento mais difícil ocorreu no ano passado, quando o prefeito, que está no seu segundo mandato consecutivo, foi acusado pelo sindicato de fazer sorteios para pagar aos professores. Ou seja, só receberia quem fosse sorteado, mesmo tendo trabalhado o mês inteiro.

Muito gasto com comissionados – O que pode explicar essa má gestão com o servidor municipal caianense é  o grande número de cargos comissionados da Prefeitura, que em maio eram ocupados por 117 pessoas de um total de 344 servidores. Os comissionados consumiram, somente entre janeiro e maio passados, R$ 446.251,57, um valor considerado muito alto para o tamanho financeiro do município.

folhadovali.com.br
Fechar [x]